Poeta Esperantinópense Raimundo Carneiro Corrêa faz poema em homenagem ao dia da consciência negra

 

*SOL PARA OS NEGROS*
ao 20 de Novembro

_Raimundo Carneiro Corrêa_

Marco ! O di…do Dia !
Dizer – roseira em flor !
Sorriso gente brasileira
de quando Zumbi dos Palmares
tomou do senhor o açoite
para não mais
ferir a paz
som de um tambor !

Dia de danças,
do reacender lembranças,
cheiros d’óleos cabelos
com que se entrançam sonhos,
o’ menina vida negra, de anelos,
risos da bondade, samba,
tom de um jeito ser Brasil !

Ao ver sol!… Amor !… Sons! …
Da esperança a festa,
anuncio dia da claridade
roda tambor mina alegria!
que celebra do amor a coragem
dos que amam, agem
com a palavra, poder dos livres,
a abrir espaços,
passarela para os passos
de nupcial cortejo
à noiva vida mulher negra !
Sorriso, uma foto, uma flor
do encanto liberdade!

2 ideias sobre “Poeta Esperantinópense Raimundo Carneiro Corrêa faz poema em homenagem ao dia da consciência negra”

  1. Parabéns! Raimundo Correia,. Pelo a forma tão verdadeira com que retratou a causa negra nesse poema. Realmente, vale celebrar essa vitoria justa dos nossos irmãos afrodescendentes.

  2. Quero parabenizar a .este .ilustre escritor, por esta .Linda.. poesia alusiva a raça negra . A sua..homenagem veio .de encontro a .necessidade da valorização desta raça que no seu dia a dia sofrem ora preconceitos velados ou diretamente. PARABÉNS ,por esta li nde homenagem
    Saudade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.