Lixo acumula nas portas de casas após interdição do Aterro Sanitário de Esperantinópolis

Após   lutas e reivindicações do moradores que residem próximo ao aterro sanitário  ,o Ministério Publico determinou a Prefeitura Municipal de Esperantinópolis    a   construir  um novo aterro sanitário . O município teve o prazo de 180 dias para ter o licenciamento ambiental iniciar as atividades.

De acordo com o Ministério Público de Esperantinopolis, a cidade apresenta irregularidades na coleta de lixo depositado e não existe um local para coleta seletiva e reciclagem de materiais.

A prefeitura deverá colocar os resíduos em áreas afastadas dos aglomerados urbanos e dos cursos de´água, até que seja preparado um aterro sanitário dentro dos padrões ambientalmente aceitáveis mais até agora a prefeitura não tomou nenhuma medida para resolver esse grave problema.Moradores se reuniram ontem dia 06 e resolveram mais uma vez interditar o lixão.

Com o Aterro Sanitário  Municipal interditado  a Prefeitura Municipal de Esperantinópolis  parou  de recolher lixo das ruas da cidade de Esperantinópolis.Os moradores querem que o aterro fique fechado para sempre porque, se abrir, é só transtorno, e a gente não aguenta mais sofrer com esse lixo.A prefeitura se manifestou hoje  através de nota  de utilidade publica comunicando aos moradores que está suspensa a coleta de lixo devido a interdição do lixão. Agora a população reclama pela quantidade de lixo acumulado e espalhado pelas ruas da cidade e pelo que presenciamos o problema nao será resolvido tão cedo.”É preciso resolver e não tem como seguir como está”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.