Comunidade reclama dos transtornos provocados pelas atividades do Aterro Sanitário Municipal de Esperantinópolis e voltam a interditar lixão

Na manhã desta segunda feira (06) moradores que residem em torno do lixão  voltam a protestar contra os transtornos que as atividades do Aterro Sanitário  Municipal de Esperantinópolis trazem para a comunidade e interditam  mais uma vez a entrada que dá acesso  ao lixão. A principal reclamação dos manifestantes é com relação aos problemas de saúde que o aterro sanitário tem causado para a população. Em apoio ao movimento  os moradores  conta com  o advogado José Teodoro, Vereador Lula e demais entidades. Vejam o  que disse  o vereador Lula  numa publicação hoje nas redes sociais ‘’É do conhecimento de todos que a alta carga de poluente altamente perigosa, de lixo domestico , hospitalares ,animais mortos, piscina de fezes humanas e outros poluentes que despejam no bem natural mais rico e precioso’ ’Rio Mearim’ ’A poluição da carne que consumimos pela a proximidades do lixão com o matadouro municipal, e várias doenças respiratórias causadas por fumaças em moradores da Formiguinha,Laranjal,Augusto Luna,e São José. Foram muitos os motivos que levaram o ministério Publico, a mover uma  ação contra o município,que em decisão a Juiza da comarca condenou o município adotar um prazo de 180 dias, prazo este que o prefeito acordou pessoalmente com a comissão de  levar o lixo municipal a um local adequado o mesmo descumpriu o acordo, e hoje resolvemos dá um basta e lutar pela saúde de nossos rios ,córregos e pelos moradores que residem nas proximidades do lixão. O mais importante é a saúde de nosso povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.