Vereador Lula fala sobre o imposto tributário de Esperantinópolis.

De maneira geral, os impactos dos impostos e tributos são negativos sobre o crescimento econômico, o seu peso é morto, pois todas as vezes que um Governo aumenta e cria impostos ou mesmo tenta ressuscitar um tributo, como é o caso de Esperantinópolis, sem nenhuma atualização específica junto à Câmara, ou mesmo sem ouvir seu povo através de audiências públicas. isso é uma perda de eficiência associada a um tributo específico. péssima atitude! No meu ponto de vista, situação que causa muitas distorções na economia negativamente afetando a eficiência economica de uma sociedade, essa perda de eficiência se traduz em queda de produtividade, reduzindo o crescimento econômico e sobrecarregando de impostos e tributos apenas para engordar os cofres do Municipio, uma conta que não é paga somente pelo trabalhador que compra menos e com auto custo do produto, Já o comerciante reduz seu investimento, sendo obrigado a fechar empresas a reduzir o número de funcionários levando o nosso município a uma resseção histórica. Todo e qualquer município que quer alavancar sua economia, ele busca a redução e isenção de impostos e tributos estimulando o pequeno , médio e grande comerciante a investimentos que se traduzem em geração de emprego e renda. Não podemos nos calar diante do caos financeiro que se instalou em nosso município, comercio fechando as portas, barreiras que impedem que pessoas de municípios vizinhos entrar em nossa cidade, causando prejuízos incalculáveis nos postos de gasolina, oficinas mecânicas e comércio em geral. É preciso rever essa situação e entender que não suportamos mais essa carga tributária. Portanto, não vamos pagar essa conta . obs. O CTM , Código Tributário Municipal, prevê obrigações tributária, mas também providências administrativa, contendo regras para cadastro informatizado para expedição de notas fiscais eletrônica caso haja cobrança, além disso o CTM, deve ser elaborado e atualizado em lei específica de acordo com a relevância de cada atividade econômica, e ainda no meu entendimento deve ser apresentada à Câmara de Vereadores para discussão e apreciação de comissões competente e por final sua aprovação em plenário, pois se trata de uma matéria de interesse do municipio e o próprio Supremo diz que o município tem autonomia para legislar sobre matéria de seu interesse.

5 ideias sobre “Vereador Lula fala sobre o imposto tributário de Esperantinópolis.”

  1. Falou falou e nao disse nada vezes nada. Alvará de funcionamento eh obrigaçao das empresas assim como outros tributos. Tudo dentro da normalidade. Esse vereador hum hum, quer eh se aparecer. Sou comerciante e sei de minhas obrigações. Assim vc se queima mais ainda vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.